Os benefícios do abacate

A_ABACATE

O abacate (Persea americana), ao contrário dos outros frutos, tem baixo teor de açúcares e contém uma boa quantidade de gordura monoinsaturada, o mesmo tipo que constitui maioritariamente o azeite. Apresenta também uma grande variedade de vitaminas, minerais e fitoquímicos, tais como a luteína, antioxidantes fenólicos e fitoesteróis, associados a inúmeros benefícios para a saúde. Possui ainda um dos mais elevados teores de proteínas e vitamina A dentre as frutas.

Foi realizado um estudo, com 17 567 participantes, que investigou a relação entre o consumo de abacate e a qualidade da alimentação, a ingestão de energia e nutrientes, o peso corporal e os factores de risco para o Síndrome Metabólico. Verificou-se que pessoas que consumiam abacate, tinham ingestões mais elevadas de frutas e legumes e menor ingestão de açúcares adicionados. Também apresentavam uma maior ingestão de gordura monoinsaturada e polinsaturada, de fibra alimentar, vitamina E, vitamina K, magnésio e potássio.

Tem mais de 30% de gorduras (extraída comercialmente da semente, como do mesocarpo do fruto e de aplicação cosmética 5 ), é rico em açúcares e vitaminas e possui um dos mais elevados teores de proteínas e vitamina A dentre as frutas. Possui, ainda, quantidades úteis de ferro, magnésio e vitaminas C, E e B6 6 , além da vitamina A

Os consumidores de abacate apresentaram menor peso corporal, índice de massa corporal e perímetro da cintura e maiores níveis de colesterol HDL, o “bom”, observando-se um risco reduzido para metade de desenvolver Síndrome Metabólico.

Curiosidades sobre o abacate:

O abacate é o pseudofruto comestível do abacateiro (Persea americana), uma árvore da família da laureáceas nativa do México ou da América do Sul, hoje extensamente cultivada em regiões tropicais, inclusivé nas Ilhas Canárias e na Ilha da Madeira.

A colheita é efectuada de Janeiro a Dezembro, com mais ênfase em Abril e Maio. Por isso, agora é a época deste fruto e de o ingerir q.b. A árvore, o abacateiro, atinge até 30m e cresce melhor em climas quentes. São conhecidas mais de 500 variedades, de três origens diferentes: a guatemalteca, a antilhana e a mexicana. A parte comestível é a polpa verde-amarelada, de consistência mole, que envolve a grande semente.

Fonte: Revista Sport Life.

artigos idênticos:

Top