Tartaruga marinha regressa ao oceano

A_TURTLE

A tartaruga marinha ‘Mel’ regressou a Valência depois de passar dois anos no Oceanário de Lisboa, onde desenvolveu várias capacidades para ser reintroduzida no seu habitat natural. Foi no passado dia 12 de junho que a jovem tartaruga foi libertada no Mediterrâneo, com um transmissor via satélite colocado pelo Oceanário que irá permitir o acompanhamento dos seus movimentos.

‘Mel’, a tartaruga marinha da espécie Caretta caretta, foi capturada acidentalmente, no dia 4 de fevereiro de 2011, por um barco de pesca ao largo da costa de Castellón (Valência). A pequena tartaruga, que então pesava seis quilogramas e media 34 centímetros, foi recebida pela Área de Recuperação Animal (ARCA del Mar) do L’Oceanografic de Valência, onde recebeu a atenção e os cuidados da equipa de veterinários. Após a sua reabilitação, a tartaruga foi cedida ao Oceanário, em Junho de 2011, para que pudesse crescer e readaptar-se ao meio marinho, tendo sido integrada no aquário da exposição temporária “Tartarugas marinhas. A viagem”, onde coabitou com outras espécies. Com um aquário especialmente desenhado para acolher estes répteis marinhos, o Oceanário tem assim as condições ideais para tartarugas recuperadas em centros de reabilitação.

Com 250 mil litros de água e um design em forma de loop que permite uma natação contínua, o ambiente recriado pelo Oceanário com este aquário proporciona a máxima adequação às características morfológicas e fisiológicas destes animais.

O percurso da ‘Mel’ é seguido via satélite e podes acompanhá-lo sempre em www.oceanario.pt

artigos idênticos:

Top